Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Governador recebe dados do desenvolvimento econômico

Secretário Joel Maraschin apresentou resultados da pasta em 2022

Publicação:

WhatsApp Image 2022 12 29 at 17 03 27
Secretário Joel Maraschin entrega dados do desenvolvimento econômico ao Governador Ranolfo Vieira Júnior - Foto: Fotos: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

O governador do Estado, Ranolfo Vieira Júnior, recebeu relatório de ações e resultados do desenvolvimento econômico em 2022. Em encontro na sala de governadoria, no Palácio Piratini, na tarde desta quinta-feira, 29, o secretário Joel Maraschin apresentou os dados da pasta e avaliou os avanços do setor ao longo do ano.

Maraschin destacou entre os principais objetivos da gestão o de promover uma mudança na cultura dos municípios, principalmente, aqueles que ainda não estavam integrados com as recentes mudanças nos programas de promoção do desenvolvimento, como Fundopem e Proedi. Em dezembro, a pasta promoveu o primeiro curso de formação de agentes de desenvolvimento, buscando qualificar prestadores de serviço para a elaboração de projetos de investimentos. Outras duas turmas já estão confirmadas para o primeiro trimestre de 2023.

“Acredito que o grande legado é ter o Rio Grande do Sul como o Estado que voltou a crescer. Fechamos este ano com 1,7 bilhão em investimentos aprovados pelo Fundopem, projetos que vão gerar mais de três mil empregos diretos”, avaliou. De acordo com Maraschin, o resultado é fruto do esforço do governo gaúcho pela desburocratização e simplificação dos processos internos para análise dos projetos de investimento. A desburocratização também viabilizou modernização da Junta Comercial, vinculada a pasta do desenvolvimento, que implementou a plataforma Tudo Fácil Empresas em 21 municípios gaúchos. A ferramenta permite a abertura de empresas em até 10 minutos, em uma única plataforma.

Outro destaque, o Avançar no Desenvolvimento Econômico, o programa Juro Zero, causou impacto em todo o Rio Grande do Sul. Com investimento de R$ 100 milhões do governo do Estado para subsidiar juros de empréstimos concedidos a microempreendedores individuais (MEIs), microempresas (MEs) e empresas de pequeno porte (EPPs), o programa injetou R$ 382,3 milhões na economia gaúcha. Foram 15.709 contratos firmados com empresas com sede em 95% dos municípios gaúchos, que garantiram a continuidade da atividade produtiva e a manutenção de empregos.

Acesse aqui a íntegra do relatório apresentado ao governador.

Secretaria de Desenvolvimento Econômico